Nesta quinta-feira (26/4), a Seção Sindical Montes Claros comemorou o Dia do Trabalhador, na 1º Superintendência Regional (1ªSR), assim como nas Unidades Descentralizadas da 1ª SR e Distritos de Irrigação Gorutuba e Jaíba.

Na 1ª SR, a palestra sobre a data foi ministrada pelo presidente da SS Montes Claros, Antenor Ferreira Leite. Após o evento, os trabalhadores participaram de um lanche promovido pela Seção.

Veja algumas fotos: 

                         

 

As Seções Sindicais Codevasf e Embrapa Teresina realizaram, na última segunda-feira (7/5), palestra com o tema “Ontem e Hoje: como o trabalho mudou ao longo do tempo” para relembrar o Dia do Trabalho, que foi proclamado em 1º de maio de 1942. O tema foi conduzido pelo presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/Piauí), Paulo Bezerra.

Segundo Bezerra, as Reformas Trabalhista e Previdenciária prejudicam o trabalhador e devem ser discutidas com a sociedade, centrais sindicais, sindicatos e com o conjunto de trabalhadores e trabalhadoras.

“É urgente a união dos trabalhadores de todo o país contra essas Reformas. Qualquer governo que entrar não vai conseguir mudar nada, pois quem manda é o Congresso Nacional. Temos que colocar gente nossa naquela casa, eleger funcionários públicos comprometidos com a luta. As empresas e órgãos públicos foram muito atingidos pela Reforma Trabalhista", ressaltou o presidente da CUT Piauí.

A presidente da Seção da Embrapa, Adriana Melo, destacou que “a realização do evento em parceria com a Seção da Codevasf é para demonstrar que os trabalhadores estão unidos na luta por mais investimentos nas empresas públicas".

Ainda durante o evento, o vice-presidente da Seção Embrapa, José Ribamar, o diretor nacional suplente de Saúde do Trabalhador, Francisco de Brito, contaram um pouco de suas histórias em defesa da categoria junto às organizações sindicais e na luta por um Piauí melhor.

A Diretoria Nacional do SINPAF recebeu na última semana (16/5) a visita do presidente da Seção Sindical Embrapa Algodão, Rogério Barros, para discutir sobre os problemas causados pelo atual sistema de avaliação de desempenho da Embrapa.

De acordo com o presidente da Seção, a metodologia que a Unidade aplicou para a avaliação deste ano causou muito descontentamento entre os empregados. "Além da identificação de vários pontos de inconsistência na Norma, existem muitos empregados que estão sendo injustiçados pelos critérios equivocados e subjetivos utilizados pela empresa", disse Rogério.

Outras Seções Sindicais também comunicaram à Diretoria Nacional que as metodologias adotadas por algumas Unidades da empresa promovem injustiças no processo de avaliação de desempenho dos trabalhadores.

A orientação do presidente do SINPAF, Carlos Henrique Garcia, é que cada Seção Sindical ingresse na justiça para questionar a metodologia utilizada no sistema de avaliação. Para isso, é necessário que o trabalhador formalize a sua queixa à diretoria da Seção Sindical. "A ação judicial deve considerar as especificidades de cada Unidade. Em breve, a assessoria jurídica do SINPAF enviará orientações para os processos locais", disse Carlos Henrique.

                                                                                                                                                                 Foto: SS Cruz das Almas

Turma de trabalhadores do curso de tratorista

 

A Seção Sindical Cruz das Almas (BA), em parceria com o Sindicato Rural de Nazaré (BA), realizou, entre os dias 02 e 06 de abril, um treinamento básico de manuseio de máquinas agrícolas. Com 15 participantes, entre trabalhadores da Embrapa, estagiários, terceirizados e pessoas da comunidade, a parte prática do curso aconteceu na unidade da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Além do curso de tratorista, que já está em seu segundo módulo, a Seção também ofereceu capacitação em aplicação de defensivos agrícolas e cuidados com a saúde. Todas as aulas foram ministradas por instrutores da Escola da Terra do Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR-BA).

De acordo com o presidente do SINPAF Cruz das Almas, Antônio Marcos Santos Pereira, o sindicato tem que oferecer algo mais para o trabalhador. "Frente ao momento em que a gente vive, de crise econômica, o sindicato tem que fazer algo além das ações de lutas. Será que só a luta é um atrativo para segurar o filiado? Os sindicatos estão com um novo perfil de trabalhador, o qual exige mais vantagens", disse.

Sobre a participação da comunidade nos cursos oferecidos pelo SINPAF, Antônio Marcos ressalta que a Seção abriu vaga porque acredita ser um dever de qualquer sindicato oferecer uma contrapartida social.

O empregado Antoniel Alves de Souza, filiado ao SINPAF, que participou dos treinamentos de tratorista e de defensivos agrícolas, conta que adquiriu um bom conhecimento sobre esses temas.

"Essas ações do SINPAF são muito importantes para nós que fazemos parte da categoria e para a comunidade. Aprendi muito sobre segurança no trabalho, equipamentos de proteção individual (EPIs) e manuseio de tratores. Espero que a programação de cursos tenha continuidade", ressaltou Antoniel.

Para o trabalhador terceirizado da Embrapa, Renildo Costa de Santana, a capacitação foi uma experiência muito boa. "Diante dessas oportunidades, percebemos o quanto é importante ter um sindicato representativo. O terceirizado quase não tem apoio. Às vezes achamos que estamos sozinhos e o SINPAF nos dá uma chance," enfatizou.

Todos os cursos contaram com a parceira da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da unidade.

 

                                                                                                                                           Foto SS Cruz das Almas

Trabalhadores durante o curso de tratorista.

Nesta segunda-feira (26/3), o presidente da Seção Sindical Cruz das Almas, Antônio Marcos, participou do 1º Seminário de Agricultura Familiar de Conceição da Feira, na Bahia, a convite da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente do município.

Além de representantes de diversos sindicatos, também participaram da mesa, o coordenador de Agroindústria do Estado da Bahia, Daniel Ferreira; a vice-prefeita do município, Conceição SantAnna; o ex-chefe geral da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Sizenando Luiz de Oliveira; e vários representantes de associações de agricultores de municípios vizinhos.

Na oportunidade, o presidente do SINPAF Cruz das Almas, Antônio Marcos, discursou reiterando o apoio à agricultura familiar e à luta para manter a Embrapa 100% Pública, voltada para os interesses de todos os segmentos da sociedade, assim como para a agroecologia, quilombolas e ribeirinhos.

“A agricultura familiar é muito importante para o Nordeste e, principalmente, para a Bahia, Estado com maior número de agricultores familiares, que é um público que merece toda a atenção e toda a condição para acessar as políticas públicas voltadas para esse segmento”, disse Antônio Marcos.

Para ele, o convite da Secretaria "foi fruto do trabalho que a Seção Sindical tem promovido em apoio à produção familiar da Região do Recôncavo, especialmente no município de Cruz das Almas, onde todas as ações procura envolver o pessoal da produção familiar”.